LOGIN

Contos eróticos: Um estranho comeu minha mulher na praia

Depois de muito tempo tentando, eu e minha mulher conseguimos conciliar as folgas no trabalho e escapamos por uma semana para um lugar exótico, com belas praias de areia branca e vegetação exuberante no Caribe. Chegamos ao hotel e começamos a cogitar o que faríamos no dia seguinte. Ela acaba confessando que uma de suas fantasias é fazer sexo na praia. Ela ri, um pouco envergonhada, mas encorajo:

– Vamos encontrar um lugar isolado… E aí, podemos tentar.

Decidimos que, no dia seguinte, prepararíamos uma cesta com comida e cobertor no hotel e sairíamos para procurar nosso cantinho de amor. Aparentemente, nós não éramos o único casal em busca de aventuras. O hotel tinha cestos pré-montados com almoço, lanches e uma boa garrafa de vinho.

Até o cobertor estava no kit! Começamos a caminhada ao longo da praia procurando um local para entrar na vegetação. Depois de caminhar por uns 20 minutos, vimos uma pequena abertura nos arbustos e entramos na trilha. Atravessamos a mata e chegamos a um belo pedaço de praia isolado, cercado de vegetação nativa, longe o bastante da praia principal para dar a sensação de segurança que precisávamos.

– Perfeito, ela diz.

Arrumamos o cobertor e começamos nosso pic-nic. Abrimos o vinho e bebemos devagar, experimentando os snacks que levamos. Lentamente, a nossa atenção se volta para toques, beijos e brincadeiras com a comida. Abro uma barra de chocolate, cheio de segundas intenções, e peço à minha esposa que me mostre aqueles peitões gostosos. Ela sorri, chega perto de mim e puxa o frágil nó que segurava a parte de cima do biquíni, sem tirá-lo completamente.

– Implore por eles… – ela sussurra, e eu atendo:
– Deixe-me devorar seus seios, minha safada…

Lambo aqueles montes incríveis e vou tirando devagar o top, quero chegar logo aos mamilos dela, chupar, lamber e mordê-los… Mas me seguro. Pego o chocolate e coloco um pedaço em cada peito, vendo-o derreter com o calor do ambiente e da pele dela. Começo a provocar o mamilo com a língua, nunca quebrando o contato visual, beijo e mordo devagar e depois freneticamente. Enterro a boca naqueles vales macios e ela adora, geme e se oferece pra mim.

Ainda me divertindo com os peitos dela, deslizo minha mão para baixo e toco todo o corpo dela – pernas, coxas, bumbum, barriga… Evito a xaninha dela de propósito, passando a mão bem perto dos lábios e já conseguindo sentir a umidade e o calor que emanam daquele buraco que implora para ser preenchido.

Ela suspira de tesão e dá um gritinho quando eu finalmente escorrego os dedos pela borda da calcinha do biquíni mínimo que ela está usando e passo a explorar a pele suave em volta do clitóris dela, sem tocá-lo. Pouco a pouco, insuportavelmente devagar, desço a boca para chegar até a buceta dela. Sopro o grelo umedecido, lambo a pele ao redor dele e deslizo o dedo da xana para o cuzinho dela enquanto pincelo seu sino já enrijecido de prazer.

Ela se contorce de desejo, abre as pernas num claro gesto de súplica para que eu a fodesse inteira e, quando eu já me preparava para oferecer meu pau para a boca sedenta de minha mulher, um homem forte, com o corpo bronzeado, vestindo apenas o short de praia, entra em nossa clareira olhando para o céu e andando em nossa direção.

O estranho carrega a mesma cesta que nós temos e, quando finalmente nos vê, para e abre um sorriso safado. Minha esposa está entretida demais com minhas carícias para perceber o que está acontecendo e eu penso: “dane-se, quem está na chuva é para se molhar…”

Faço sinal ao visitante para que ele fique quieto e pergunto, com gestos, se ele quer foder minha esposa. Ele só balança a cabeça, ainda com o sorriso no rosto, sinalizando que está adorando a surpresa.

Por todo esse tempo eu ainda acariciava minha mulher, e volto a dar a atenção merecida a ela caindo de boca em sua buceta. Nisso, o cara tira a bermuda e se ajoelha silenciosamente ao nosso lado. Ela, de olhos fechados, geme alto, agarra minha cabeça e pede mais, sem ter noção da rola enorme que está a poucos centímetros de distância dela.

O cara segura o pau e roça de leve na boca dela, que abre os olhos para ver o que é e se dá conta do pinto desconhecido ao alcance das mãos. Assustada, ela olha para mim com os olhos arregalados, imaginando se fiquei louco, mas vê meu sorriso malicioso, depois o olhar sexy do cara e se rende ao calor da hora.

– Se você quer, por que não? – ela se pergunta e, imediatamente, começa a lamber o mastro de nosso visitante de cima para baixo enquanto eu continuo devorando sua buceta molhada.

É um nível completamente novo de tesão, estamos seguindo totalmente nossos instintos. Ela se move para baixo e começar a lamber e engolir as bolas raspadas do cara, usando as mãos para masturbar o pau e agarrar a bunda dele.

Cuida bastante das bolas antes de enfiar o pau inteiro na boca, até a garganta, com vontade. Ele geme, começa a foder a boquinha de minha mulher e ela tem espasmos de êxtase com a primeira onda de gozo que atravessa seu corpo.

Tiro meu short e meto meu pau inchado de tesão na buceta lambuzada de minha esposa. É tão bom que quase gozo, mas me controlo e a sinto apertando meu pau com movimentos internos dentro dela. Quase morro de prazer vendo aquela cena: eu metendo enquanto ela chupa um completo desconhecido. Sinto mais espasmos de prazer no corpo dela e faço sinal para o cara trocar de lugar comigo.

Ela resiste em largar o pau, mas percebe o que vai acontecer e sorri, ficando de quatro com a bunda virada para o pau dele. Rebola, provoca, vai pra cima e pra baixo roçando a buceta no membro dele e eu fico de frente para ela, que engole meu pau sem pensar duas vezes. Na mesma hora, ele enfia apenas a cabeça do pinto na portinha de minha esposa, que grita com meu pau na boca. Ela aguenta um tempo de tortura, até ele dizer:

– Pede para eu te foder.
Ela olha pra mim, procurando aprovação. Apenas sorrio e ela entende, obedecendo:
– Vai, me fode!
– Mais uma vez – diz ele. – Diga o que você acha do meu pau, diga que está louca para ele foder você.
– É o pau mais delicioso que eu já provei… Por favor, por favor, me foda com ele até eu não poder mais andar e me lambuze de porra por dentro… Me foda agora!

Ele não esperou mais e meteu o pau inteiro dentro dela, batendo as bolas na bunda de minha esposa, eu ouvia o barulho das estocadas e me deliciava com sua cara de safada, enquanto ele metia tanta força que ela mal conseguia se segurar. Ele se debruça sobre ela e massageia o clitóris, fazendo com que ela grite de luxúria, num orgasmo avassalador.

Quando ele diminui o ritmo, ela abre os olhos, me vê batendo punheta e estica a mão para me chamar mais perto. Ela engole meu pau de novo, sugando com vontade enquanto ele ainda fode a bucetinha dela. Estamos em transe e ele aumenta o ritmo novamente, dando o tom das chupadas dela no meu pau.

Ela aguenta firme e gozamos os dois, eu em sua boca, ele na buceta dela, na melhor foda de nossas vidas. Desencaixamos e nos deitamos, os três, sobre os cobertores. Um tempo depois, comemos, bebemos um pouco e recuperamos as energias, prontos para voltar ao hotel depois de muita safadeza.


Seja um parceiro Hidden Lifes e ganhe dinheiro enviando seu conteúdo

Hidden Lifes

Hidden Lifes - Única Rede Social de Sexo e Swing, grátis do Brasil. Muitas pessoas esperando você. Crie sua conta Grátis.

Criar Conta
Configurações de privacidade
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se você estiver usando nossos serviços através de um navegador, poderá restringir, bloquear ou remover cookies através das configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seletivamente seu consentimento abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos, consulte nossa Política de Privacidade. Equipe Hidden Lifes.
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound