LOGIN

Contos eróticos: Marido bêbado esposa putinha

Marido bêbado esposa putinha é onde conto a história de como virei putinha dando para amigos escondida no banheiro de nossa casa.

Me chamo Carina, tenho 27 anos, casada a 6 com um marido maravilhoso, que amo muito e não consigo me imaginar sem ele. Sempre adorei fantasias sexuais mas foi com meu marido que aprendi como ser uma esposa putinha.

Leia também: Contos eróticos: O dia que virei puta de nosso amigo

Meu marido sempre quis me ver com outro mas sempre teve vergonha do que iriam dizer, então teve a ideia de eu transar com outro e depois eu contar os detalhes na cama para ele.

Sempre tive vontade de dar para outro mas tinha vergonha de meu marido e a ideia dele foi maravilhosa, pois ele não estaria presente. Tenho um amigo gostoso, que sempre tive vontade de dar e ele de me comer, mas nada tinha acontecido ainda e só ficávamos nas brincadeiras.

Ao contar para meu marido, achei que ele iria brigar comigo por ser um amigo, mas estranha e maravilhosamente, ele adorou e me mandou convidar ele para ir até nossa casa para um churrasco.

Neste dia bebemos bastante, os três estavam excitados mas não tinha como acontecer algo na frente de meu marido, pois ele não aceitou, então ele me pediu para levar meu amigo para o banheiro, fingindo que meu marido não sabia de nada.

Meu marido fingindo estar muito bêbado, disse que iria deitar um pouco e que eu deveria fazer sala para meu amigo, pediu desculpas e foi para o quarto cambaleante.

Como já não aguentava mais de tesão, esperei 10 minutos, fui até o quarto, fingindo que iria verificar se meu marido estava dormindo, voltei e arrastei meu amigo para o banheiro. Dei gostoso por uns 15 minutos, de pé, pois nosso banheiro é pequeno.

Nunca tinha feito aquilo, mas era maravilhosa a sensação do proibido. Como não tinha sido combinado com meu amigo, nenhum de nós tinha camisinha, então fizemos sem mesmo, com ele enchendo minha bocetinha de porra.

Leia também: Contos eróticos: Minha esposa transando com estranho e seu chefe

Nos despedimos, ele foi embora e eu fui para o quarto, onde meu marido aguardava impaciente para saber todos os detalhes. Meu marido não deixou que me limpasse, disse que queria gozar na minha bocetinha já gozada.

Foi maravilhoso e gozei mais duas vezes, até que meu marido gozou muito e intensamente dentro de mim. Gostamos tanto que marcamos mais vezes com meu amigo e sempre da mesma forma, meu marido bêbado indo dormir e eu dando gostoso no banheiro.

Meu marido estava adorando e eu mais ainda, pois depois de dar para meu amigo, ainda dava para meu marido, um paraíso. Meu marido estava gostando tanto que comprou uma destas micro câmeras espiãs e instalava no banheiro, toda vez que meu amigo vinha, só para se deliciar com a esposa dando para outro.

Confesso que no início fiquei com um pouco de vergonha de meu marido mas depois da câmera, nossas transas eram mais alucinantes, me fazendo adorar a ideia da câmera e sempre tentando ser mais putinha na filmagem.

Meu marido me confidenciou que o que dava mais tesão nele era meu jeitinho submissa na mão de outro macho. Sempre fui assim mas a cada conversa, ficava sabendo como agir para deixar meu marido orgulhoso da putinha dele.

Um dia meu amigo levou mais dois amigos em nossa casa, um de uns 25 anos, que era gatinho e um mais velho, de mais ou menos uns 49 anos. Até aí tudo bem, já imaginava que não iria rolar nada, mas só pela visita estava legal, então fiquei vestida com roupas de casa, sem provocações.

Leia também: Contos eróticos: Embebedei minha esposinha para meu amigo

Bebemos como o de costume e quando meu marido foi ao banheiro, me levantei para buscar mais bebida e meu amigo passou a mão na minha bunda, na frente dos dois estranhos.

Fiquei com vergonha e pedi para ele não fazer aquilo, foi quando ele me contou que seus amigos sabiam de nossas aventuras e estavam ali para conhecer a “putinha gostosa” que ele comia no banheiro.

Sentindo um misto de vergonha e tesão, notei que os dois estranhos estavam de pau duro, então fui para a cozinha, esperar meu marido, enquanto imaginava e minha bocetinha escorria de tesão.

Quando meu marido saiu do banheiro, contei o que tinha acontecido e ele adorou e me disse que iria colocar a câmera, então disse a ele que daria apenas para meu amigo, mesmo que eu estivesse com vontade de experimentar os outros. Mesmo que meu marido ainda estivesse com tesão, pude notar um pouco de decepção.

Repetimos o ritual, mas desta vez, meu marido disse que iria ficar “acordado”, então só fingiu estar extremamente bêbado. Assim que tive a chance fiz sinal para meu amigo, que pediu licença, dizendo que iria até o banheiro.

Como meu marido “estava acordado”, foi rápido, com meu amigo gozando em minha bocetinha, mas eu não tinha gozado e estava muito excitada. Enquanto estava subindo as calças e a calcinha, meu amigo foi saindo.

Leia também: Contos eróticos: Eu bêbado e minha esposa transando com o coroa

Quando notei, assim que meu amigo saiu, seu amigo mais novo forçou um pouco a porta e entrou, me fazendo ficar paralisada com o susto mas não o impedi de entrar. De repente ele começa a me beijar e agarrar com “fome” de mim.

Até pensei em resistir mas estava muito excitada, ele era muito gato e ele já estava tirando o pau para fora, então deixei ele fazer o que quisesse. Ele me virou de frente para a parede e introduziu seu pau em minha bocetinha toda alagada de porra, enquanto eu me masturbava, até gozar em minha mão.

Ele socou algumas vezes e gozou dentro, fazendo aquela porra toda escorrer por minhas pernas, sujando minhas calças. Enquanto ele saia, limpei o excesso de porra em minhas coxas mas não limpei minha bocetinha, pois meu marido iria se deliciar depois.

Quando abri a porta para sair, o amigo mais velho entrou me empurrando delicadamente, me fazendo voltar para dentro do banheiro. Tentei dizer não mas o banheiro era pequeno, eu não podia falar alto, pois acabariam sabendo que meu marido sabia de tudo e eu ainda estava com tesão, então me entreguei.

O coroa me virou de frente para a parede, passou a mão em minha bocetinha, que ainda escorria porra, lambuzou meu cuzinho, me fazendo perceber sua intenção, então me preparei para receber aquele pau no cuzinho.

Ele começou a forçar e a cabeça entrou, me fazendo sentir um pouco de dor, então ele tapou minha boca, começou a fazer um vai e vem lento e gostoso e seu pau foi entrando.

Leia também: Contos eróticos: O taxista me possuiu e meu esposo não sabe

Meu tesão subiu nas alturas, empinei a bunda, deixei ele bem a vontade, então ele começou a socar mais forte, me fazendo gozar com o pau no cuzinho. Quando notei que ele iria gozar, comecei a rebolar no pau dele, enquanto enchia meu cuzinho de porra.

Quando ele começou a se limpar, pude notar que o pau dele era mais grosso que de meu marido, me causando surpresa em ter entrado tão fácil no meu cuzinho.

Esperei um pouco depois que ele saiu, me recompus e foi até a sala, onde eles já se despediam para ir embora, talvez por medo que eu contasse a meu marido.

Sozinhos, meu marido e eu, assistimos o vídeo. Meu marido ficou maravilhado com o que via, enquanto eu o chupava. Ele ficou tão excitado que acabou gozando em minha boca, pouco depois que eu comecei.

Transamos mais duas vezes aquela noite, enquanto o vídeo era reproduzido na tv. Meu marido acabou ficando viciado em ver sua esposa putinha com outros machos. Imagine eu!

Mesmo fingindo, é como dizem: marido bêbado esposa putinha.

Conto enviado por Carina


Hidden Lifes

Hidden Lifes - Única Rede Social de Sexo e Swing, grátis do Brasil. Muitas pessoas esperando você. Crie sua conta Grátis.

Criar Conta
Configurações de privacidade
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se você estiver usando nossos serviços através de um navegador, poderá restringir, bloquear ou remover cookies através das configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seletivamente seu consentimento abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos, consulte nossa Política de Privacidade. Equipe Hidden Lifes.
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound