LOGIN

Contos eróticos: Esposa bebeu amigos comeram

Me chamo Paulo, tenho 34 anos, sou casado com a Patrícia, uma gordinha gostosa de 33 anos, que é uma putinha na cama, adora fantasias do tipo dupla penetração com consolo, adora sair com plug anal na rua e é insaciável mas nunca aceitou dar para outro.

Sou muito feliz no sexo mas sempre quis ir mais além, ver outro foder minha esposa, gozando nela e fazendo minha esposa de putinha.

Leia também: Contos eróticos: Minha esposa pagando o agiota com o cuzinho

A um ano mais ou menos, depois de uma festa de amigos, voltamos muito bêbados para casa e devido a bebida, pegamos carona com dois destes amigos. Um deles estava bêbado mas o outro foi o motorista da vez, então não bebeu.

Assim que chegamos, minha esposa que estava muito gostosa de vestido curto, trocou de roupa, colocando uma camisetinha e um shortinho colado, evidenciando sua bunda grande e gostosa.

Notei que nossos amigos adoraram e não tiravam os olhos da bunda da minha esposa. Como ela estava muito bêbada, foi deitar, enquanto ficamos na sala conversando.

Até ela entrar no quarto, eles não tiravam os olhos, me fazendo ficar cheio de tesão. Então o que estava bêbado, comentou que eu tinha uma mulher muito gostosa, sendo repreendido pelo outro.

Como eu estava bêbado, com o pau duro e explodindo de vontade de fazer uma loucura, concordei com ele dizendo, que ele não tinha visto ela pelada, que aí ele iria se surpreender.

Notei na hora, que os dois adoraram o que eu disse, então o bêbado falou que se pudesse, adoraria ver minha esposa peladinha. Eu disse que se os dois concordassem, eu poderia mostrar, que não tinha problema com isso.

Leia também: Contos eróticos: Marido bêbado esposa putinha

Os dois concordaram, com um sorriso sacana no rosto, então pedi que eles esperassem um pouco, pois eu iria ver se minha esposa estava dormindo e fui até o quarto.

Minha esposa estava roncando de bruços, com aquele lindo bundão virado para cima, então fui até ela, tirei o shortinho, deixando a bucetinha dela a mostra e ela nem se moveu, continuando a roncar.

Voltei para a sala e chamei os dois, pedindo que fizessem silêncio para não acordá-la. Quando chegamos no quarto, ficaram maravilhados com a cena e foram se aproximando para verem mais de perto.

Então, o bêbado colocou a mão na bocetinha dela, começando a acariciar e o outro me olhou mas como não viu objeção, tirou seu pau para fora para se masturbar.

Eu não aguentava mais e queria ver eles fodendo minha esposa, então fiz sinal para o que não tinha bebido, que entendeu e subiu sobre ela devagar. Começou a esfregar o pau no cuzinho dela enquanto pegava uma camisinha.

Cuspiu na bocetinha de minha esposa e começou a introduzir devagar e ela não acordava, então ele começou o vai e vem, enquanto eu e o bêbado nos masturbávamos. O bêbado colocou o pau na boca dela, então me assustei, mas ela não acordou e estranhamente começou a mamar dormindo aquele pau.

Leia também: Contos eróticos: O dia que virei puta de nosso amigo

Eu estava tentando não gozar, tamanho era meu tesão, então o que não tinha bebido começou a socar mais forte e rápido, fazendo ela se mexer e o bêbado tirar o pau. Achei que ela fosse acordar mas ela começou a gemer baixinho, ainda dormindo.

De repente ele goza dando estocadas fortes na bocetinha da minha esposa. Quando terminou, deu lugar para o bêbado, que queria a todo custo comer o cuzinho. De tanto ele insistir eu concordei mas pedi que ele esperasse, pois eu iria até o banheiro pegar um creme para facilitar.

Quando voltei ele estava socando no cuzinho de minha esposa, que agora gemia mais alto, me deixando com medo dela acordar. Como ela não abria os olhos, voltei a me masturbar vendo ele socar forte o cuzinho da minha putinha.

Então ele gozou gemendo, me fazendo perceber que ela também havia gozado, pois minha esposa estava muito ofegante. Ele saiu de cima dela, já fazendo sinal que iam embora e acabei não comendo minha esposa, pois tinha que levá-los até a porta.

Quando voltei, ela estava na mesma posição, então fui comer seu cuzinho, quando notei que o bêbado não havia usado camisinha e encheu o cuzinho dela de porra. Fiquei com tanto tesão que já fui metendo, então ouvi ela dizer para mim ir com calma, pois o cuzinho estava ardendo.

Me preocupei pois não sabia se ela estava acordada e a quanto tempo mas decidi me preocupar depois, pois não aguentava mais e precisava gozar. Enquanto socava forte aquele cuzinho, ela se masturbava e gemia alto, me fazendo gozar como louco, inundando seu cuzinho de porra.

Assim que terminei, deitei ao lado dela e minha esposa perguntou se eu havia gostado de ver a minha putinha gozando gostoso no pau de outro. Na hora eu gelei mas como ela me perguntou com cara de safada, disse que tinha adorado.

Leia também: Contos eróticos: Minha esposa transando com estranho e seu chefe

Dormimos exaustos e quando acordei ela estava saindo do banheiro, já dizendo que não dava mais o cú para bêbado, pois ele estava todo ardido. Contou que o bêbado havia metido com muita força mas que a dor aliviou quando ela começou a se masturbar.

Minha esposa contou que o outro havia metido gostoso e que queria repetir mas desta vez sóbria, para aproveitar bem os machos. Fodemos novamente lembrando o que tinha acontecido. Fizemos muitos outros encontros depois daquilo mas eu conto nos próximos posts.


Hidden Lifes

Hidden Lifes - Única Rede Social de Sexo e Swing, grátis do Brasil. Muitas pessoas esperando você. Crie sua conta Grátis.

Criar Conta
Configurações de privacidade
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se você estiver usando nossos serviços através de um navegador, poderá restringir, bloquear ou remover cookies através das configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seletivamente seu consentimento abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos, consulte nossa Política de Privacidade. Equipe Hidden Lifes.
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound