LOGIN

Contos eróticos: Buraco de bêbada tem dois donos

Oi, meu nome é Fernanda, casada, 29 anos, morena clara, cabelos pretos longos, tenho seios grandes, bumbum grande e um pouco gordinha. Tenho 1,71 e 100kg.

Meu marido Paulo sempre é muito carinhoso, bonito e safado o suficiente pra me satisfazer em tudo.

Somos casados há 7 anos, sempre que transamos, ele me fantasia com outro na cama, me presenteia com vibradores de vários tamanhos.

Ele gosta de colocar um vibrador em mim e seu pênis na minha boca, enquanto fala pra mim imaginar que são dois homens me comendo.

No começo achava estanho mas agora já acostumei e até gosto da ideia, mas nunca conversamos muito sobre o assunto. Ele gosta que eu me vista bem, que eu coloque roupas curtas e provocantes em todo lugar, gosta que outros homens fiquem babando e comentando sobre meu corpo.

O caso é que, a uns três anos, aconteceu algo que me deixou com muito tesão. Meu marido tem um amigo de outra cidade, que as vezes vem trabalhar por aqui e acaba dormindo em nossa casa!

Ele é bonito e tem um olhar sobre mim, que me deixa molhada de tanta excitação.

Neste dia, ele passou aqui em casa, meu marido já tinha ido trabalhar, eu estava só de calcinha e um camisetão grande. Tenho os seios grandes e estava sem nada por baixo. Com segundas intenções, resolvi recebê-lo assim mesmo.

Abri a porta pra ele e convidei-o pra entrar, então pude notar seu olhar sobre mim, como se estivesse gostando do que estava vendo.

Ele entrou, deixou a maleta e falou que tinha um pouco de pressa, pois tinha que ir trabalhar, então falei que iria preparar um café pra ele, pois eu também não tinha comido nada.

Eu estava adorando ficar daquele jeito em casa, me exibindo pra ele e quando voltei pra sala, notei que ele estava vermelho e nervoso, então vi que seu membro estava duro, me deixando, com mais tesão ainda.

Me sentei no sofá com o camisetão que me marcava toda a bunda, evidenciava minhas coxas e os biquinhos de meus seios.

Ele tomou o café, se levantou com um pouco de pressa, alegando que tinha reunião e sem querer, pude notar o volume em sua calça, que ao perceber que eu que eu havia notado, disfarçou e foi embora.

A noite, ele ira voltar pra jantar e ia dormir aqui em casa.

Logo após ter saído, fui para cama me masturbar, pois estava toda molhada. Peguei um de meus vibradores e fiquei brincando por meia hora e gozei gostoso.

A noite, quando tudo aconteceu, eu coloquei uma calcinha preta sexy, saia jeans justa, uma camisetinha e fiquei esperando preparando a janta. Quando chegaram, ficaram bebendo whisky por pelo menos uma hora, até que eu servisse a janta.

O amigo me olhava discretamente a todo momento, enquanto eu e meu marido adorando aquela situação.

Jantamos e bebemos muito. Ficamos na sala dando risadas e tomando whisky até tarde.

Teve um momento, em que fui sentar no sofá, acabei caindo pro lado e apareceu minha calcinha, me fazendo perceber que eu estava muito excitada e resolvi ir pro quarto. Quando saí, novamente percebi que o amigo de meu marido estava excitado.

Ao ir para o quarto pude notar que eles estavam muito excitados também, então tirei minha roupa no quarto, ficando somente de calcinha e me masturbei um pouco ate que cochilei.

Passou uma hora mais ou menos, meu marido veio, totalmente bêbado, querendo me comer e eu com o tesão que fui dormir, claro que estava esperando.

Já veio me beijando, chupou meus seios, tirou a calça e colocou o membro para fora, desejando que eu o chupasse.

Peguei com gosto aquele mastro e chupei todo, ainda mais por que adoro fazer sexo oral e então me mandou ficar de quatro, pois queria introduzir sem dó.

Empinei meu bumbum, pedindo para que ele introduzisse com gosto, pois eu estava molhadinha de tesão.

Foi quando ele veio com a ideia de me colocar uma venda, dizendo que queria me comer de quatro e vendada.

Ele sempre usa esta fantasia de me comer vendada, me diz para imaginar que há um membro desconhecido na minha boca e o seu em minha vagina, enquanto me chama de putinha.

Ele mal conseguia ficar de pé, de tão bêbado. Fiquei de quatro, vendada, enquanto ele tirava minha calcinha e eu arrebitava meu bumbum.

Ele chupou minha vagina, meu cuzinho, introduzia seus dedos, me deixando pingando e então, de uma vez, introduziu todo seu membro dentro de mim, enquanto me chamava de putinha e ordenava que eu pedisse dois membros em mim.

Eu, amando tudo aquilo, seguia sua fantasia, dizia para ele que queria sentir dois membros duros em mim, um na boca e outro na vagina e que era uma putinha safada, que gostava de dar.

Passamos uns 10 minutos assim, ele me penetrando, me chupando, tirando o membro da minha vagina, dando para que eu chupasse e voltava a me penetrar de quatro.

Aí, o inesperado aconteceu. Minha venda estava um pouco apertada, então arrumei com a mão e deixei um pouco para o lado, na intenção de ver o que acontecia.

Eu ali de quatro, com o bumbum empinado, levando estocada com a cabeça deitada no colchão, percebi seu amigo ao lado de nossa cama se masturbando, com o membro duro e todo melado vendo meu marido me comer.

Na hora eu gelei, fiquei sem saber o que fazer. Sabia que meu marido tinha esta fantasia mas nunca imaginei que teria coragem de realizar.

Eles estavam bêbados e eu ali vendada, vendo aquilo sem que eles soubessem. Meu marido socava gostoso em mim, pegava em meu quadril com força e introduzia fundo, abria minha vagina para ver ela ficando inchadinha e grande.

Eu fui deixando, passou uns minutos e acabei relaxando vendo seu amigo ao lado de nossa cama se masturbando.

Eu já estava com vontade de chupar com vontade aquele membro todo melado, enquanto meu marido me penetrava mas fiquei quieta para ver até aonde eles iriam chegar.

Meu marido de repente retirou seu membro, ainda sem gozar, me chamando de putinha, enquanto abria bem minha vagina, para ver ela toda arreganhadinha.

Foi quando senti novamente, um mastro me penetrar com força, desta vez parecia mais grosso, foi quando vi meu marido ao lado da cama com seu membro na mão.

Foi quando percebi, que era aquele amigo gostoso quem estava me comendo e meu marido corninho estava ao lado me olhando, enquanto se masturbava.

Um arrepio de tesão enorme passou pelo meu corpo, me fazendo pedir para que introduzisse mais forte, enquanto eu dizia que era uma putinha, que adorava um membro duro e gostoso na minha vagina.

Pedia para me encher de leitinho, enquanto me masturbava de quatro, sentindo aquela vara desconhecida socar fundo dentro de mim.

Fiquei ali sentindo seu amigo me comer por uns 5 minutos e de repente sinto sua porra inundar minha vagina. Era tanta porra que escorria por minhas pernas.

Quando seu amigo tirou o membro de dentro de mim, senti que mais porra escorria por minhas pernas, enquanto presenciava a cara de felicidade com que estava meu marido do lado da cama.

Logo após seu amigo ter gozado, percebi que ele saiu rapidamente do quarto mas continuei ali com o bumbum para o alto, de quatro e disse para meu marido que queria mais, falei pra ele me lamber, me chupar porque eu queria gozar.

Meu marido, socou sua vara em minha vagina, toda gozada, fazia barulho. Ele retirava o membro de dentro de minha vagina e introduzia em minha boca, enquanto dizia para mim sentir o gosto de porra.

Ele passava os dedos em torno de minha vagina toda gozada e me dava para chupar e beber o leitinho de seu amigo. Ele estava adorando me dar o leitinho de seu amigo para beber.

Estava delicioso o sabor da porra de seu amigo e ainda na presença de meu marido, era sem igual.

Eu queria gozar, então pedi a ele que me chupasse. Foi quando deitei na cama de pernas abertas, ele me retirou a venda e caiu de boca na minha vagina, chupando gostoso, enquanto ainda escorria porra de dentro e ele engolia tudo.

Me limpou bem com sua boca e língua, me levando ao delírio vendo meu marido chupar minha vagina gozada e comida por seu amigo.

Não aguentando mais, gozei em sua boca, enquanto sentia meu coração sair pela boca e minha vagina sensível se contraindo.

Meu marido ainda continuava com seu membro duro, então eu peguei seu mastro e chupei com vontade, enquanto o masturbava.

Ele me chamava de putinha e dizia que queria dar leitinho na minha boca, que toda putinha gosta de beber leitinho, enquanto eu respondia que sim, que eu adorava leitinho, que queria minha boca cheia de porra.

Quando ele gozou, sentia os jatos fortes dentro de minha boca e continuei chupando por um tempo.

Antes de engolir seu leitinho, abri a boca, mostrei para ele a quantidade, que quase transbordava e engoli tudo.

Logo que acabamos, caímos para o lado e dormimos exaustos.

Nunca tocamos no assunto e meu marido nem sonha que eu sei o que realmente aconteceu. Seu amigo continua vindo aqui em casa e eu sempre convido eles para beberem comigo.

Nem sempre dá certo mas quando dá, eu vou a loucura com estes dois.

Hidden Lifes

Hidden Lifes - Única Rede Social de Sexo e Swing, grátis do Brasil. Muitas pessoas esperando você. Crie sua conta Grátis.

Criar Conta
Configurações de privacidade
Utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se você estiver usando nossos serviços através de um navegador, poderá restringir, bloquear ou remover cookies através das configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seletivamente seu consentimento abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos, consulte nossa Política de Privacidade. Equipe Hidden Lifes.
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound